Nossa biblioteca atende os moradores do Limão e da Casa Verde.

Estamos na Rua São Romualdo, 382 - Limão - São Paulo-SP - Telefone: (11) 3966-4814000000000000

quarta-feira, 11 de maio de 2011

POEMA DO TRABALHADOR...

Foto: Dimitri Ulivi
Imagem autorizada - Peça Baião de Dois
Personagem Eufrásia
Artisita: Vida Vlatt

Dia do Trabalho
Maju/ctba
 Nesse dia o mundo deveria dar mais valor
A você que cedo levanta trabalhador
Você! Que muitas vezes trabalha sem comida
Você! Que trabalha toda uma vida
Mas nesse dia do Trabalhador
continua sem valor

É que constrói a Nação
Mas é quem menos tem a receber
É quem dá tudo de si em troca de nada
Trabalhador que planta tem que colher

Mas trabalhador é classe, e está é abonada;
Neste seu dia, comemora-se no mundo inteiro.
Mas o mundo não conhece quem trabalha,
Quem passa uma vida fazendo tudo direito!

Mas esse é trabalhador verdadeiro,
Aquele que tudo faz calado, não espalha;
Ah! Trabalhador! Sem casa, sem comida, sem saúde!
Trabalhador desempregado, desnutrido amiúde
Vai trabalhar, que canta, que ri e que chora
Vai comemorar o que nessa hora?

De globalização, de guerra, de desemprego;
Trabalhar onde? Foge da seca e no desapego
Até da família esquece, vai longe trabalhar
Na esperança de um dia tudo melhorar...
Referência Bibliográfica
Disponível em: < http://www.laurapoesias.com/datas_especiais/dia_do_trabalhado.htm>. Acesso em: 01 maio 2011.

Um comentário:

  1. Patricia Figueiroa11 de maio de 2011 10:05

    Existem músicas como Sossego (Tim Maia) e Vamos Dançar (Ed Motta) que embora sejam de grande sucesso fazem uma sátira ao trabalho e ao trabalhador.

    ResponderExcluir